segunda-feira, 29 de julho de 2013

Explicando Figuras de Retórica com políticos

 

Explicando figuras de linguagem com política

Confesso que com estes exemplos consegui entender melhor o que tanto me aterrorizava no ensino médio.

Figuras de estilo / figuras de Retórica (Portugal) ou figuras de linguagem (Brasil) são estratégias que o escritor pode aplicar no texto para conseguir um efeito determinado na interpretação do leitor. Pt.wikipedia.org

Comparação: Como o próprio nome diz, essa figura de linguagem é uma comparação feita entre dois termos com o uso de um conectivo. Por exemplo. Aquele político é como um ladrão

Metáfora: É como se fosse a comparação mas sem o conectivo, sem o como, o que nem. Por exemplo: Aquele político é um ladrão.

Catacrese: Palavra ou expressão que não descreve com exatidão o que se quer expressar, mas é adotada por não haver outra palavra apropriada. Por exemplo. Aquele político é tão cara de pau que pra mentir nem avermelha a maçã do rosto.

Sinestesia: Consiste na fusão de impressões sensoriais diferentes. Ex.: em época de eleição eles têm um olhar tão doce.

Paradoxo: É a aproximação de ideias contrárias. O deputado teve a cara de pau de dizer que já está cheio de estar com o bolso vazio.

Eufemismo: Usar expressão mais elegante, pra diminuir o impacto. Por exemplo: Nunca acredite em políticos, pois sempre faltam com a verdade. Pra não dizer que sempre mentem, ou Aquele político é descarado, pra não dizer sem vergonha

Disfemismo ou Cacofemismo: É o oposto do Eufemismo, então pode usar uma expressão mais deselegante. Por exemplo: Nunca acredite em políticos, pois sempre mentem na maior cara de pau. Quem dera se todo político que roubasse visse o sol nascer quadrado.

Hipérbole: É a figura de linguagem que consiste no exagero. Ex.: Do Trilhão que pagamos de impostos, dez por cento vai para a corrupção. Bom Talvez isso não seja um exagero.

Metonímia ou Transnominação: Emprego de um termo por outro, dada a relação de semelhança ou a possibilidade de associação entre eles. Ex.: O Brasil sofre com a corrupção. Quem sofre na verdade é o povo brasileiro.

Personificação ou Prosopopeia: Atribuir a objetos ou coisas sentimentos ou ações próprias dos seres humanos. Ex.: Eu vejo o planalto chorar de desgosto com tanta palhaçada.

Perífrase: Emprego de palavras para indicar o ser através de algumas de suas características. Ex.: Os reis das falcatruas (Politico) .Ex.: Visitamos o circo (Brasília)

E a última agora pra fechar....

Ironia: Apresentar um termo em sentido oposto. Ex.: Este político é honesto.

    Choose :
  • OR
  • To comment
Nenhum comentário:
Write comentários